Photobucket

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Rio+20: Oportunidades de trabalho

(Reprodução)









CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (RIO + 20)


Fonte: UNIC Brazil

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) está apoiando o Comitê Nacional de Organização (CNO) na viabilização da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável – Rio+20, a ser realizada no próximo ano de 2012 no Rio de Janeiro. Para isto, abre oportunidades de trabalho para pessoas jurídicas e físicas, que sejam dinâmicas, pró-ativas e estejam motivadas para trabalhar em ambiente multicultural.

Interessado(a)?

Cadastre-se no banco de dados – www.undp.org.br/Rio20 – e indique a área de seu interesse e em que possui experiência relevante. Os contratos serão feitos de acordo com as demandas que surgirem.

Pessoas, empresas e instituições que já trabalham com conceitos de compras sustentáveis, acessibilidade, energias renováveis e uso inteligente de papel (paper-smart office) são fortemente incentivadas.

Áreas

Obras: projetos de arquitetura e acessibilidade, obras de infraestrutura em geral;

Bens: aluguel de imobiliário, aquisição e aluguel de equipamentos, aluguel de veículos, infraestrutura e acessibilidade ao evento;

Serviços: projetos de acessibilidade, inclusão social, cerimonial e apoio a autoridades, divulgação e mídias sociais, eventos culturais, gestão de contratos, imprensa e comunicação social, licitações e contratos, parcerias e captação de recursos, apoio a projetos de cooperação internacional, receptivo e hotelaria, logística e infraestrutura, alimentação e bebidas, intérprete e tradução, segurança e serviços gerais (limpeza, copa etc), motorista, tecnologias da informação e comunicação, transporte, especialistas em sustentabilidade, saúde e outros, caso seja necessário;

O PNUD está empenhado em garantir a diversidade da força de trabalho em termos de nacionalidade, gênero e cultura. Os indivíduos pertencentes a grupos minoritários, grupos indígenas e pessoas com deficiência são igualmente incentivados a se candidatar.

Todas as candidaturas serão tratadas com sigilo.

Dúvidas?

Entre em contato: cadastro.rio20@undp.org


Leia mais em: PNUD - Rio+20




domingo, 11 de dezembro de 2011

Código Florestal: Veta, Dilma!

(Divulgação)











O Código Florestal está sendo modificado no Congresso para satisfazer a bancada ruralista, abrindo brecha para mais desmatamentos

Fonte: Greenpeace Brasil

A sua aprovação final depende da presidente Dilma: peça a ela para cumprir suas promessas e vetar o projeto de lei que vai deixar nossas florestas sob a ameaça das motosserras.

Para asinar a petição, clique em: VETA DILMA!


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

ONU convoca sociedade a agir contra a Corrupção

(Reprodução)









Contra a Corrupção


Fonte: Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil | UNIC Rio

Faça sua parte contra a Corrupção“. Esse é o mote da nova campanha global das Nações Unidas contra a corrupção, lançada nas mídias sociais hoje, 09 de dezembro, Dia Internacional contra a Corrupção, pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

A ideia é que cada e todo cidadão se sinta responsável por combater a corrupção, seja nos mais pequenos episódios do seu dia-a-dia, seja nos atos de acompanhamento, investigação e de denúncia da corrupção.
A campanha busca estimular todos os setores da sociedade a agir contra a corrupção. Afinal, uma postura ética deve estar presente em todos os âmbitos de uma sociedade – no âmbito político, jurídico, legislativo, público, privado, empresarial, mas, principalmente, no nosso dia-a-dia.
De acordo com a Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, a prevenção e o combate à corrupção requer uma abordagem multi-setorial, que envolve diversos atores, particularmente aqueles fora do setor público, como a sociedade civil, organizações não governamentais e a comunidade.

Na mensagem pelo Dia Internacional contra a Corrupção deste ano, o Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, fez menção à chamada “Primavera Árabe” e pediu a união de todos no combate à corrupção. “Embora os pobres possam ser marginalizados pela corrupção, eles não serão silenciados. Nos acontecimentos em todo o mundo árabe e durante este ano, os cidadãos comuns uniram suas vozes para denunciar a corrupção e para exigir que seus governos combatam este crime contra a democracia. Os seus protestos provocaram mudanças no cenário internacional que meses antes dificilmente poderíamos imaginar… Todos temos a responsabilidade de tomar medidas contra o câncer da corrupção”, disse Ban Ki-moon.

Desde 2009, o PNUD e o UNODC trabalham juntos na promoção de campanhas de conscientização sobre o Dia Internacional contra a Corrupção, com o objetivo de envolver e mobilizar toda a sociedade para agir contra a corrupção.

Todo o material da campanha está disponível para download em baixa e alta resolução. Acesse, compartilhe, divulgue. Faça sua parte Contra a Corrupção!

A Corrupção


Dados do Banco Mundial apontam que a corrupção movimenta USD$1 trilhão por ano no mundo inteiro. Só no Brasil, os recursos envolvidos em atos de corrupção no setor público federal são estimados em R$ 41 bilhões.

A corrupção prejudica os esforços para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs), mina a democracia e o Estado de Direito, induz a violações de direitos humanos, distorce mercados, deteriora a qualidade de vida e favorece o surgimento de organizações criminosas, terroristas e de outras ameaças à segurança. Contribui para a instabilidade e a pobreza e é um fator preponderante que conduz países frágeis ao colapso do Estado.

Presente em países ricos e pobres, a corrupção atinge principalmente as pessoas mais vulneráveis. Isso porque o dinheiro desviado pela corrupção deixa de ser investido em melhorias em áreas essências como saúde, educação, infraestrutura, entre outros desafios para a construção de uma sociedade igualitária, transparente e democrática.
Estados com elevados índices de corrupção são mais vulneráveis à instabilidade econômica, pois a corrupção também afasta investimentos externos.

O conceito de corrupção é amplo, incluindo as práticas de suborno e de propina, a fraude, a apropriação indébita ou qualquer outro desvio de recursos por parte de um funcionário público. Além disso, pode envolver casos de nepotismo, extorsão, tráfico de influência, utilização de informação privilegiada para fins pessoais e a compra e venda de sentenças judiciais, entre diversas outras práticas.

A Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção

Como forma de enfrentar o problema da corrupção, desde 2005 as Nações Unidas trabalham junto aos Estados-Membros para a ratificação e implementação da Convenção das Nações Unidas Contra a Corrupção. Ratificada por 155 países, a Convenção estabelece quatro eixos principais de ação: prevenção, investigação, persecução penal e recuperação de ativos.

UNODC e PNUD no Combate à Corrupção

Como guardião da convenção, o UNODC mantém um programa global para auxiliar os Estados-Membros, especialmente os países em desenvolvimento, a aplicar as disposições previstas na convenção. Para isso, promove assistência técnica direcionada tanto ao setor público quanto ao setor privado. O UNODC tem como objetivo auxiliar os países signatários da convenção a desenvolver a capacidade técnica necessária para aplicá-la de forma efetiva.

O PNUD combate a corrupção por meio de seus esforços para reduzir a pobreza, alcançar o desenvolvimento sustentável e ajudar os países a alcançar os ODM. Atingir os oito objetivos e garantir um futuro melhor para as pessoas mais vulneráveis do planeta depende, em grande parte, de como os países em desenvolvimento são governados e de quão eficientes e justos são em gerar, distribuir e administrar seus recursos.

Por isso, o PNUD ajuda a fortalecer a capacidade das instituições de governança para que estas sejam mais eficazes. Ao trabalhar próximo de seus parceiros, o PNUD presta assistência e assessoria a países em desenvolvimento sobre como enfrentar a corrupção. O PNUD busca fortalecer a mídia e a sociedade civil para mobilizar cidadãos a participarem de assuntos públicos.

Leia mais em: UNIC Brazil

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Caraguatatuba impede entrada de veículos na faixa de areia


(Reprodução)









Município do Litoral Norte Paulista se baseou no Código de Posturas

Fonte: Comunicação Caraguá

Circular ou estacionar veículos na faixa de areia das praias em Caraguatatuba poderá render pontos na carteira e multa aos condutores. O Governo Municipal instalou placas que sinalizam a proibição nas praias do Centro, Indaiá e Jardim Aruan. Se algum veículo for surpreendido além das muretas da Avenida Dr. Arthur Costa Filho será autuado pelos agentes de trânsito.

A Lei Municipal nº 1.144/80 (Código de Posturas), publicada em 6 de novembro de 1980, no inciso 3, do artigo 237, proíbe o trânsito e estacionamento de veículos de qualquer natureza, exceto para limpeza e remoção de lixo e entulhos, e execução de obras públicas nas praias de Caraguá.

A secretaria municipal de Trânsito informou que as multas terão como base o artigo 193 do Código de Trânsito Brasileiro (transitar com o veículo em calçadas, passeios, passarelas, ciclovias, ciclofaixas, ilhas, refúgios, ajardinamentos, canteiros centrais e divisores de pista de rolamento, acostamentos, marcas de canalização, gramados e jardins públicos). A falta será gravíssima, com perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação e R$ 574,62 de multa.

O secretário de Trânsito João Batista Amandes informou que o impedimento de veículos na areia das praias irá preservar a vegetação e oferecer mais segurança aos banhistas. “Tivemos casos de veículos que transitavam em alta velocidade na faixa de areia”, disse.

Amandes também explicou que todas as entradas de veículos às praias, da região norte à região sul, serão fechadas até o dia 20 de dezembro. “A secretaria sinalizará os acessos com placas de proibição de estacionamento e circulação. Os agentes de trânsito farão o patrulhamento em todo o trecho para que a lei seja cumprida”, falou.

Vagas – Na região central da cidade, existem cerca de 1.610 vagas para estacionamento de veículos. De acordo com a legislação em vigor, 5% são destinadas a idosos, que somam, aproximadamente, 80, que estão espalhadas nas diversas ruas da região central. As vagas de deficientes devem ser 2% do total existente, ou seja, 33, que também estão distribuídas pela região.

Na Avenida da Praia, entre o Camaroeiro e o Rio Santo Antonio, existem 665 vagas de estacionamento. As vagas de idosos e de deficientes, na mesma porcentagem, 33 e 13, respectivamente, estão distribuídas ao longo da Avenida.

Para fiscalização do trânsito da cidade, o Governo Municipal conta com 34 agentes.

Leia mais em: Portal de Caraguatatuba - SP


quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Lançamento da pedra fundamental da Casa das Nações Unidas no Brasil


Reprodução)






O Coordenador Residente do Sistema das Nações Unidas no Brasil, Jorge Chediek, convida a imprensa para o lançamento da pedra fundamental da Casa das Nações Unidas no Brasil

Fonte: UNIC Brazil

A cerimônia terá a presença do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, e do subsecretário-geral de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Hadil Vianna, entre outras autoridades e convidados.

A primeira parte do complexo a ser construída terá 3.135m² e tem previsão de entrega para o segundo semestre de 2012. Inicialmente, ela abrigará o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o IPC-IG – que é uma agência ligada ao PNUD de Nova York – o Protocolo de Montreal e o departamento de segurança da ONU (UNDSS).

Nos próximos anos, as demais agências do Sistema ONU no Brasil com presença na capital do país também irão para o complexo, quando seus respectivos espaços já estiverem construídos. Entre elas: UNFPA, UNAIDS, PNUMA, ONU Mulheres, UNODC, UNESCO, UNICEF, ACNUR, UNITAR, UNIDO, PMA e FMI.

Como parte do complexo que abrigará a Casa da ONU no Brasil, existe o projeto de, futuramente, criar um Parque das Nações Unidas e torná-lo área contígua a outras agências da ONU com sedes próximas, como a OIT e a OMS.

Lançamento da pedra fundamental da Casa das Nações Unidas no Brasil

Quinta-feira, 8 de dezembro de 2011, 16h.

Setor de Embaixadas Norte, Quadra 802, Conjunto C, Lote 17 – Brasília, DF. (Em frente à Embaixada do Senegal.

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - A/C Daniel de Castro
Tel.: +55 61 3038.9117 | +55 61 8221.1502

Leia mais em: UNIC Rio - ONU Brasil


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.