Photobucket

segunda-feira, 29 de março de 2010

Maluf e o projeto Ficha Limpa - Editorial A Voz do Cidadão








Mais uma vez o nobre deputado Paulo Maluf ganha as manchetes dos jornais, e em dose dupla. E, mais uma vez, o motivo não é dos mais nobres.

Primeiro, a justiça de Nova York denunciou o deputado por suposta "conspiração com objetivo de roubar dinheiro da cidade de São Paulo a fim de possuir fundos no Brasil, Nova York e outros lugares, e ocultar dinheiro roubado". Com isso, o parlamentar brasileiro foi incluído numa “lista vermelha” de procurados pela Interpol e poderá ser preso se ingressar em qualquer um dos 188 países que integram o sistema da polícia internacional. Maluf se defende e diz que entrará com um processo contra a Promotoria Distrital de Nova York pois as acusações que pairam sobre ele ainda não foram julgadas pela Justiça americana e, portanto, seu nome não poderia ser incluído em qualquer lista de procurados.

Como se essa confusão não bastasse, Maluf tem frequentado as páginas dos jornais por outro motivo também nada nobre. O seu projeto de lei que visa dificultar a ação de investigação e denúncia do Ministério Público - chamado de “Mordaça do MP” - foi incluído na pauta de votação do plenário da Câmara e poderá ser votado nos próximos dias. A proposta de Maluf responsabiliza pessoalmente e com previsão de pagamento de indenização o integrante do Ministério Público que supostamente agir de forma política.

Segundo o Projeto Excelências, da organização Transparência Brasil, o deputado responde a nada menos que 12 processos na Justiça (STF e TJ-SP), o que reforça a suspeita de que o deputado está tentando legislar em causa própria.

Daí a importância cada vez maior da aprovação do projeto Ficha Limpa, que quer impedir a candidatura de políticos condenados por um órgão colegiado da Justiça. Segundo o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral - MCCE, o presidente da Câmara, deputado Michel Temer, colocará o projeto Ficha Limpa em pauta a partir do dia 7 de abril, o que faz com que a sociedade civil organizada intensifique sua pressão pela aprovação do Projeto.

Vamos todos pressionar pela aprovação do projeto e assim evitar que verdadeiros criminosos disfarçados de nobres políticos usem seus cargos públicos como escudos de impunidade contra a Justiça.

Leia mais em: A Voz do Cidadão

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados, são de responsabilidade dos seus autores.