Photobucket

sábado, 13 de março de 2010

BB lança cartilha para combater o assédio moral








Empresa atendeu reivindicação do Sindicato, intensificada na campanha nacional unificada

Redação - Sindicato

Os 105 mil funcionários do Banco do Brasil estão recebendo esta semana a cartilha sobre assédio moral. O objetivo é combater a prática dentro da instituição.

Os trabalhadores, junto com o Sindicato, lutam há anos para que o banco reconheça o problema e considera uma conquista o lançamento da cartilha, que vem da reivindicação da última campanha nacional unificada dos bancários.

O material foi produzido pelo próprio banco. A cartilha aborda conceitos e propõe medidas para prevenção. Além da cartilha, outra reivindicação dos trabalhadores é criação, que está em andamento, do comitê de ética com participação de representantes eleitos para coibir o problema.

"É preciso que todos os trabalhadores se conscientizem sobre os males que o assédio moral causa, que incluem doenças ocupacionais, risco de processos judiciais contra o banco público e punições aos assediadores", diz Viviane Assofra, diretora da Fetec-CUT/SP e conselheira consultiva da Cassi.

Leia mais em: Sindicato dos Bancários - CUT

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados, são de responsabilidade dos seus autores.