Photobucket

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Em 2 anos, São Paulo terá 9 Hospitais de Reabilitação da Rede Lucy Montoro funcionando










O primeiro já atende em Santo Amaro, na Capital, e o segundo está sendo construída em Marília


Do Portal do Governo do Estado com informações da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência e da Faculdade de Medicina de Marília


Consultas, reabilitação, Terapia Ocupacional e tratamentos de última geração. Essas são algumas das opções de atendimento do Hospital de Reabilitação da Rede Lucy Montoro, na Capital. O hospital cuida de pacientes do SUS com lesões medulares, amputações, lesões encefálicas como traumatismo craniano e acidente cardiovascular, paralisia cerebral e severas restrições de mobilidade. A meta do Governo é que, em dois anos, o número de unidades da rede chegue a nove em todo o Estado.

O primeiro Hospital funciona em Santo Amaro, na Capital. No interior, além de Marília - onde as obras da segunda unidade já começaram e ela deve ficar pronta em setembro - estão implantando Hospitais de Reabilitação de Campinas, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto, além de Santos, no Litoral, e de outras duas unidades com construções previstas para o Vale do Paraíba.

Unidade de Marília

O Hospital de Reabilitação de Marília terá 2,8 mil metros quadrados de área construída em dois pavimentos. A unidade terá setor de diagnóstico, salas de atendimento individual, ginásio de mecanoterapia, espaços para condicionamento físico, terapia ocupacional, fisioterapia infantil e adulto, frente de preparo, enfermaria, consultórios e terapia em grupo.

Fisioterapeutas, psicólogos, médicos fisiatras, assistentes sociais, nutricionistas e terapeutas ocupacionais deverão compor a equipe. A Famema deverá firmar convênio de cooperação técnica com a Universidade Estadual Paulista (Unesp). O prédio é desenvolvido com 100% de condições para acessibilidade e segue padrão recomendado pela Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Serão R$ 9,8 milhões investidos. Leia mais aqui.

Primeiro Hospital da Rede

O primeiro hospital da Rede de Reabilitação Lucy Montoro foi inaugurado em setembro de 2009. Com investimentos de R$ 50 milhões para a compra de um centro de saúde de tecnologia de ponta no bairro de Santo Amaro, na capital paulista, a unidade oferece serviços inéditos na rede do SUS nacional. Com 13,5 mil metros quadrados e dez andares, o hospital é um centro de reabilitação integral de referência, com procedimentos de alta complexidade e tecnologias de ponta - ainda inéditos no País.

A unidade tem 80 apartamentos individuais, 20 consultórios e ala de diagnósticos de mil metros quadrados. Essa estrutura permite realizar 12 mil atendimentos por mês em consultas, reabilitação, Terapia Ocupacional e tratamentos de última geração. A manutenção da unidade exige um investimento de R$ 5 milhões mensais. Seu funcionamento é complementar e seu padrão de atendimento de alta qualidade será parâmetro para as outras unidades da Rede Lucy Montoro. Leia mais aqui.

Unidade Móvel

A Unidade Móvel de Reabilitação do Instituto Rede Lucy Montoro, inédita no país, percorre municípios do interior para fazer avaliações médicas e fornecer órteses, próteses e cadeiras de rodas. Ela foi inaugurada no início do ano passado e sua primeira parada foi a cidade de Taubaté.

A Unidade Móvel é um caminhão de 15m de comprimento x 2,60m de largura, pesa 20 toneladas, levou três meses para ser montada e adaptada, num trabalho que contou com dez profissionais. Além de elevador hidráulico para atender a pessoa em cadeira de rodas e o paciente com maca, a Unidade dispõe de banheiro totalmente adaptado às necessidades da pessoa com deficiência. Ainda possui um consultório médico, sala de espera e oficina ortopédica composta por salas de prova, de máquinas e de gesso. Sete profissionais da área da saúde farão o atendimento (dois médicos fisiatras, dois técnicos de órtese e prótese, um fisioterapeuta, um terapeuta ocupacional e um enfermeiro).


Leia mais em: Portal do Estado de São Paulo

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados, são de responsabilidade dos seus autores.