Photobucket

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Morre no Paraná, Luiz Carlos Alborghetti, o "Cadeia"








Luiz Carlos Alborghetti (divulgação)





Morreu nesta quarta-feira, 09 de dezembro, vítima de câncer de pulmão, em Curitiba, no Paraná, o apresentador de rádio e televisão e ex-deputado estadual, Luiz Carlos Alborghetti, também conhecido como "Cadeia".

Paulista de Andradina, iniciou sua carreira em 1976, numa rádio de Londrina, onde poco tempo depois estrava seu primeiro programa na antiga TV Tropical, das Organizações Martinez, controladora da CNT - Central Nacional de Televisão, pertencente ao falecido deputado federal José Carlos Martinez, ex- tesoureiro da candidatura de Fernando Collor de Mello, para Presidente e envolvido no esquema PC Farias.

Quando o programa "Cadeia" passou a ser transmitido para todo o Paraná, através de Curitiba, Alborghetti lançou o repórter Carlos Massa, o Ratinho. Ambos concorreram nas eleições de 1989 e Alborghetti foi o deputado estadual e Ratinho, o federal, mais votados no estado.

Amado e odiado por muitos, Alborghetti é agora, um verdadeiro arquivo morto, já que sempre deteve informações que nunca foram levadas ao ar e jamais serão reveladas.

Luiz Carlos Alborgheti lançou vários bordões como "Eu não fui desmamado com garapa!"

O Programa "Cadeia" ficou pouco tempo no ar, em rede nacional, sendo duramente criticado pela imprensa paulista, pelo modo como era apresentado, sendo substituído na CNT-Gazeta, pelo programa 190 Urgente, dando início ao sucesso do apresentador "Ratinho".

O prefeito de Londrina, Barbosa Neto, decretou luto oficial de três dias no município e o corpo de Alborghetti será velado na Assembleia Legislativa do Paraná, em Curitiba.

Clique aqui para ler mais: Wikipédia-Alborghetti

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados, são de responsabilidade dos seus autores.