Photobucket

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Imparcialidade só na teoria








É célebre o ensino centenário de que a imparcialidade e a isenção devem ser o princípio que rege a prática jornalística. No mercado de trabalho a vontade do povo é respeitada pela conservação da pluralidade de opiniões. Jornalista pregando sua visão de mundo? Jamais! Isso só vale nos editoriais, artigos e comentários. O repórter deve ser isento sempre. Um mundo colorido e perfeito que, portanto, não existe.

O fato é que o jornalismo usa recortes da realidade para produzir matérias e reportagens. Todo profissional dessa área sabe que os textos jornalísticos que constrói não apresentam a realidade dos fatos em sua plenitude. Explicando melhor, antes de esse indivíduo ser jornalista, ele é ser humano e isso permite que, ao escrever, ele utilize uma escala de valores em suas matérias, mesmo que inconscientemente.

Clique aqui para ler mais: Imparcialidade: Mídia brasileira ainda tenta vender uma utopia.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados, são de responsabilidade dos seus autores.